A nossa história

Cossourado foi couto instituído por D. Afonso Henriques, em 1135, e assim permaneceu muito tempo, até pertencer à terra e julgado de Aguiar e depois passar a comenda da Ordem de Cristo. Aparecendo já documentada no século XI, vem no Censual do Bispo D. Pedro, com a designação de Santa Maria da Cadavosa, o que indica que a sua primeira matriz não foi a igreja actual, mas a Capela de N. Sr.ª da Cadavosa e, com efeito, não só se sabe que a actual igreja foi apenas construída no século XVIII, como informações de 1758 revelam que a referida capela foi, antigamente, abadia paroquial. Outras teses acrescentam que a mesma capela tanto corresponde à extinta Igreja Paroquial, que ainda é, algumas vezes, chamada de "Igreja Velha".
Apresentando-se nas inquirições de 1220, com o nome De Sancto Jacobo de Coissoirados, Cossourado foi ainda conhecido por Courado e, mesmo por Encosoyrado (censo 1527). Segundo o Padre António Gomes Pereira, o seu topónimo deriva, do latim Cossus Auratus, designação que terá sido bastante vulgar na época romana, mas para o arqueólogo Brochado de Almeida, a existência do Castro de S. Simão sugere que a origem etimológica de Cossourado provém, antes, de "coissoiros", um nome associado aos castros.